google.com, pub-4979583935785984, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page
  • Vinicius Monteiro

Perto do Coração Selvagem Resenha

Atualizado: 11 de fev.

Perto do Coração Selvagem Resenha

Esse texto pode conter possíveis SPOILERS.

Sinopse: Íntima e universal, destemida e secreta, Joana "sentia o mundo palpitar docemente em seu peito, doía-lhe o corpo como se nele suportasse a feminilidade de todas as mulheres" e ela destoava do sistema patriarcal em que se encontrava inserida da mesma forma que Clarice se distanciava da literatura de seu tempo, ainda dominada pelo regionalismo e o realismo. Ambas, autora e protagonista, eram forças divergentes, porém não dissonantes, já que introduziram uma nova musicalidade, uma harmonia própria, poética e triunfal, na aspereza circundante, enquanto buscavam "o centro luminoso das coisas" sem hesitar em "mergulhar em águas desconhecidas", deixando o silêncio e partindo para a luta. Deste embate à beira do íntimo abismo, Joana torna-se uma mulher completa e Clarice, uma escritora singular e inimitável.

Resenha: Essa é a minha primeira leitura da Clarice Lispector (podem me julgar, eu deixo), e com certeza comecei errado, é tudo muito confuso! Brincadeiras à parte, essa definitivamente não foi uma leitura fácil, inclusive, os leitores que querem começar a ler a autora não recomendo começar com 'Perto do Coração Selvagem'.

Clarice Lispector me fez desconstruir qualquer padrão de criação de personagens e cenários. 'Perto do Coração Selvagem' é aquele tipo de leitura que você lê o mesmo parágrafo várias vezes, sinceramente, isso atrapalhou demais a minha experiência com a leitura. A obra não é confusa por ser filosófica e tal, é confuso por ser confuso mesmo.

'Perto do Coração Selvagem' é um romance de formação, trazendo a personagem Joana, desde sua infância até a sua fase adulta. A escrita da autora nada mais é do que o próprio fluxo de consciência de Joana, isso é fantástico e confuso ao mesmo tempo.

Eu fiquei super preso ao livro, pois toda a intelectualidade de Joana é fascinante. É gostoso ler os fluxos de pensamento da personagem, mas a sua história em várias camadas e a escrita, não funcionaram para mim.

Não é um livro ruim, não tem como dizer isso, mas 'Perto do Coração Selvagem' é estranho (no bom sentido) e me fez sair da minha bolha de leitura que estou acostumado. O livro traz um forte sentimento de liberdade, ele devaneia sobre a vida e reforça a importância em ser de verdade.

Para quem está com medo de ler essa obra por medo de não entender nada, há momentos que nem a personagem está se entendendo, então só leiam. Clarice Lispector não é para qualquer momento. 'Perto do Coração Selvagem' é um romance cheio de metáforas e para os poucos sensíveis (assim como eu rsrs) a leitura será confusa. Borá ler tudo dessa mulher!

Nota 7


bottom of page