google.com, pub-4979583935785984, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page
  • Vinicius Monteiro

A Pequena Sereia (1989) Crítica

Atualizado: 9 de mai.

A Pequena Sereia 1989 Crítica

Esse texto pode conter possíveis SPOILERS.

Sinopse: Ariel é uma sereia princesa de dezesseis anos de idade insatisfeita com a vida no fundo do mar e curiosa sobre o mundo na terra. Ela se apaixona por um príncipe humano e faz um acordo com a bruxa do mar para transformar-se em humana.

Crítica: Pode ser o filme que deu início ao renascimento da animação Disney, mas diante do perfil mais elevado e do status clássico de 'A Bela e a Fera', 'Aladdin' e O' Rei Leão', 'A Pequena Sereia' tende a ficar ofuscada.

O longa-metragem faz por merecer sua atmosfera bem água com açúcar. Apesar de encantador, 'A Pequena Sereia' oferece uma história bastante apressada e básica. Tudo aqui é simples, a Disney só misturou os ingredientes familiares que sempre funcionou e serviu em 'A Pequena Sereia'.

Eu não assisti esse filme quando criança. Assisti exclusivamente para essa crítica e eu tenho que confessar, eu fiquei um pouco desapontado. 'A Pequena Sereia' às vezes parece plana, com efeitos limitados e sombras insuficientes. A animação é apenas aceitável.

Mesmo em seus pontos mais altos, não pode reivindicar um lugar próximo ao menor dos grandes clássicos da Disney. Escrito e dirigido por John Musker e Ron Clements, o filme nunca vacila, mas essa animação falta personalidade. Um conto de fadas encantador, mas pouco inspirador, 'A Pequena Sereia' tem o suficiente para agradar qualquer criança. Só falta a magia.

Nota: 7




Comments


bottom of page