google.com, pub-4979583935785984, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page
  • Vinicius Monteiro

Vinland Saga Volume 12 Resenha

Atualizado: há 2 dias

Vinland Saga Volume 12 Resenha

Esse texto pode conter possíveis SPOILERS.

 

Sinopse: Texugo, Raposa e Lagarto avistam um homem armado suspeito dormindo na floresta. Eles assumem que ele é o escravo fugido e discutem alto e bom som sobre se deveriam prendê-lo agora ou obter apoio primeiro, como Snake sugeriu. O escravo fugido se aproxima deles enquanto eles discutem. 

 

Resenha: O enredo de Vinland Saga dá uma acalmada, aqui temos aquele volume que vai preparar um novo enredo para história geral. O Volume 12 traz mais uma vez, um debate profundo sobre a guerra e uma triste história de amor com uma visão do olhar feminino.

 

Apesar de não ter grandes momentos de ação, esse volume traz uma história interessante sobre a relação de Gargar e Arneis. Os dois personagens são escravos tirados de suas realidades e acabando com a história de amor entre os dois. Esse enredo é triste, afinal a guerra não só é sangrenta, mas ela também é cruel com pais que enterram seus filhos, com mães que ficam solteiras, com filhos que ficam órfãos. Famílias, relações e lindas histórias de amor morrem, onde a guerra é uma escolha decidida.

 

Após o casal ter sido levado como escravos e separados, Arneis retomou sua vida com outro homem, mas Gargar fugiu e voltou atrás de Arneis. Isso gera um conflito muito forte em Arneis, afinal ela colocou um ponto final em sua história, começando outro capítulo como escrava, quando Gargar reaparece todas as estruturas são abaladas. Vinland Saga volume 12 traz uma história dolorosa sobre o amor em meio ao caos sangrento. O volume não tem muita ação, mas traz uma reflexão poderosa do poder destrutivo da guerra.

 

Nota 8


bottom of page