google.com, pub-4979583935785984, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page
  • Vinicius Monteiro

Vidas Sem Rumo Crítica

Atualizado: 28 de mar.

Vidas Sem Rumo Crítica

Esse texto pode conter possíveis SPOILERS.

Sinopse: Em um subúrbio da pequena cidade de Tulsa, Oklahoma, Ponyboy Curtis (C. Thomas Howell) é o caçula de uma turma, formada ainda por Darrel Curtis (Patrick Swayze) e Sodapop Curtis (Rob Lowe). Os três órfãos tentam sobreviver onde tudo se restringe a "mexicanos pobres" e "ricaços". A trinca descende de mexicanos, amarga empregos em postos de gasolina e sofre com a perseguição da polícia. Também fazem parte da gangue Dallas Winston (Matt Dillon) e Johnny Cade (Ralph Macchio), ainda um projeto de marginal. Eles tentam vencer e amadurecer enfrentando os ricos, mas nem tudo acontece como eles planejam. Os acontecimentos são vistos pela ótica Ponyboy, que gosta de poesia e "...E o Vento Levou".

Crítica: 'Vidas Sem Rumo', a fiel versão cinematográfica de Francis Coppola do romance juvenil mais vendido de S.E. Hinton, é dedicado a bibliotecária de uma escola secundária na Califórnia. Foi a carta dela, acompanhada de uma petição do corpo estudantil, que fez o diretor considerar a obra literária como um projeto de filme.

S.E. Hinton ainda era uma adolescente quando escreveu o best-seller em meados da década de 1960. Seu cérebro não estava cheio de equívocos adultos, então ela não entrou naquelas confusas zonas cinzentas. Ótimo para ela, mas não para Coppola, que transforma essa história tão esperada em algo meio sem graça.

Se Francis Coppola estivesse menos apaixonado pela fonte, ele poderia ter prestado a 'Vidas Sem Rumo' um serviço inestimável ao fazer alguns reparos. Em vez de começar com os personagens e o cenário social de Hinton e depois preencher os elos perdidos de motivação e causalidade, Coppola se contenta em tratar o material como um texto sagrado, o longa é definitivamente uma adaptação feita ao pé da letra.

'Vidas Sem Rumo' é um filme profundamente estranho que dá aos bandidos dos anos 60 a personalidade de Ursinhos Carinhosos e os coloca sob constante ataque de mauricinhos em suéteres de cor pastel. O grande ponto do filme é humanizar esses estereótipos malvados, mas o longa não entrega densidade e profundidade nos personagens, deixando tudo meio estranho de assistir.

A única fonte de interesse do filme é seu elenco agora mega famoso: os sete Greasers dominaram os filmes dos anos 80. O protagonista é C. Thomas Howell como Ponyboy, seguido em importância por Ralph Macchio, Matt Dillon, Patrick Swayze, Rob Lowe, Emilio Estevez, e em uma quase participação especial, Tom Cruise, que dá uma performance elegante e flexível.

'Vidas Sem Rumo' trata-se de um drama modesto das dificuldades adolescentes de um olhar adolescente. Francis Coppola entrega um filme sem ritmo, apressado e estranhamente editado. Talvez o longa seja levemente agradável para as crianças, mas faltou emoção aqui, o filme poderia simplesmente ter sido adaptado e não levado tão ao pé da letra.


Nota: 5




Comentarios


bottom of page