google.com, pub-4979583935785984, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page
  • Vinicius Monteiro

Um Menino Chamado Natal Crítica

Atualizado: 16 de mai.

Um Menino Chamado Natal Crítica

Esse texto pode conter possíveis SPOILERS


Sinopse: O conto de um menino chamado Nikolas, vivendo suas aventuras junto a elfos e outros seres mágicos. O longa é baseado no livro de mesmo título, de Matt Haig, e inclui muita neve, aventura e uma ambientação para aquecer o coração daqueles que amam o Natal.


Crítica: "Um Menino Chamado Natal" é ricamente adaptado, sem economia de despesas, de um romance infantil best-seller de Matt Haig, 'A Boy Called Christmas' que é uma história de origem do Papai Noel cheia de significantes sazonais e mensagens otimistas.


O diretor Gil Kenan tem uma tendência para aventuras voltadas para a juventude que parecem feitas à mão e espirituosas, sem colocar o sentimento muito forte, a aventura aqui é muito legal de embarcar.


O fascinantemente confuso "Um Menino Chamado Natal" tem muitos dos ingredientes tradicionais: partituras natalinas, conjuntos de contos de fadas, narradora de uma mulher mais velha, boa família e efeitos visuais muito bem feitos. O enredo não é confuso por ser de difícil entendimento, mas é sobre muitas coisas que se esbarra na tentativa de se aprofundar nesse mundo mágico.


O filme também não tem muito foco. Ele não é somente a história de origem de Nikolas, o papai noel, mas ele também tenta ser uma história de todos os personagens que aparecem em cena. A mensagem também não tem um norte, aqui há otimismo sobre amizade, família, perdão e entre outros típicos assuntos natalinos.


O filme é bem previsível, mas o que empobrece demais aqui é que o próprio roteiro faz questão de deixar óbvias as pistas sobre a construção do personagem mais famoso do mundo.


Um outro ponto que gostei em "Um Menino Chamado Natal" é que ele não tem medo de ser sombrio: há uma tia perversa que exagera com seus ataques de abuso infantil, encontros assustadores com ursos e trolls, mesmo assim o roteiro de Kenan e Ol Parker tem sinceridade e doçura.


O filme é interpretado por um forte elenco. Kristen Wiig aparece como uma tia perversa, que pode facilmente ganhar o prêmio de melhor bruxa/vilã de 2021. Toby Jones e Sally Hawkins entram no time para incorporar e dar emoção ao longa.


"Um Menino Chamado Natal" tem um belo visual e um elenco que faz um bom trabalho, o filme evoca magia na tela, mas em seu contexto ele é monótono e um pouco sem imaginação. O filme encanta e oferece uma aventura legal de acompanhar, mas falta mais calor do amor natalino.


Nota: 5




Comments


bottom of page