google.com, pub-4979583935785984, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page
  • Vinicius Monteiro

The Handmaid's Tale 1° Temporada Crítica

Atualizado: 17 de mai.

The Handmaid's Tale 1° Temporada Crítica

Esse texto pode conter possíveis SPOILERS.

Sinopse: A maioria das mulheres não podia ter filhos, e mesmo aquelas que só conseguiam dar à luz com sucesso uma em cada cinco vezes. À medida que a sociedade desmoronava e uma nova era formada chamada Gilead, a classe dominante de homens usava seu poder, transformando as mulheres férteis restantes em servas. Eles são “ventres de duas pernas” para seus Comandantes, forçados a um encontro sexual mensal em seu dia mais fértil, em um esforço para dar a seus donos mais herdeiros. Tudo se torna ritual, e ninguém pode ser confiável. As Servas têm pouco ou nenhum poder, existindo em um raro espaço entre a propriedade e o pedestal.

Crítica: A maior parte da primeira 'The Handmaid's Tale' se passa em um futuro quebrado, mas vemos vislumbres através de flashbacks de nosso protagonista de como chegamos aqui. Os conflitos em todo o mundo tornaram-se mais violentos e devastadores; governos foram derrubados; mais crucialmente, as taxas de natalidade despencaram.

Há muitos filmes e séries de televisão ambientados em um futuro dist￳pico. Ao contrário de outras séries ou filmes, o que ocorre em Gilead parece mais realista. Não há armas futuristas, pessoas com habilidades especiais ou dispositivos de alta tecnologia aqui.

Nos trás primeiros epis￳dios da série, a câmera fica toda em cima da grade de Elisabeth Moss, para melhor registrar os sentimentos e opini￵es que sua personagem. Ainda podemos ouvir seu mon￳logo interior, no entanto, em xingamentos de lábios curvados e lembranças dolorosas, muitas vezes tiradas diretamente do texto de Artwood.


Elisabeth Moss foi imensamente ajudada pela sábia decisão do produtor executivo do programa, Bruce Miller, de empregar narração em off para expressar os monólogos interiores que eram a coluna vertebral do romance. Nessas locuções, 'The Handmaid's Tale' recria a natureza interna da narrativa de Artwood, um núcleo emocionante para uma adaptação que empurra para o território seu material de origem deixado para a imaginação.

Cheia de imagens impressionantes e uma sensação incômoda de pavor, a série também exibe uma raia sombria e cômica, já que a aparência e os apartes de Offred ressalta o absurdo de sua situação.

Se há alguma desvantagem na série, é que a realidade da escrita e a relação das performances conspiram para tornar toda a experiência perturbadora. 'The Handmaid's Tale' envia uma mensagem poderosa e assustadora, é uma série perturbadora, mas instigante, que certamente o atrairá. Seu conteúdo pode ser preocupante, mas uma performance brilhante de Moss, um forte elenco de apoio e um enredo fascinante fazem uma série que vale a pena mergulhar.


Nota: 9




Comments


bottom of page