google.com, pub-4979583935785984, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page
  • Vinicius Monteiro

Romeu e Julieta Resenha

Atualizado: 12 de fev.

Romeu e Julieta Resenha

Esse texto pode conter possíveis SPOILERS.

Sinopse: Em um mundo repleto de disputa, de intriga e de violência, dois jovens se apaixonam, mas suas famílias, os Montecchios e os Capuletos, estão envolvidas em uma rixa de sangue e não permitem nem sequer que eles se encontrem. A paixão desenfreada, o encontro proibido e a busca pela alma gêmea são alguns dos aspectos que tornam a história de Romeu e Julieta atemporal e uma das mais conhecidas tragédias da literatura.

Resenha: 'Romeu e Julieta' tem sido referida como a maior história de amor de todos os tempos, ou talvez a mais trágica. William Shakespeare se tornou o dramaturgo mais famoso de todos os tempos por causa de 'Romeu e Julieta' e muitas de suas outras obras. A obra foi adaptada inúmeras vezes para teatro, cinema, musicais e ópera, você provavelmente já deve ter esbarrado em alguma adaptação por aí.

O próprio enredo de 'Romeu e Julieta' é uma adaptação. A obra é baseada em um conto italiano que foi traduzido em versos como 'A Trágica História de Romeu e Julieta' por Arthur Brooke em 1562. Mais tarde, foi recontado em prosa por William Painter em 1567. William Shakespeare emprestou muito de ambas as fontes e expandiu o enredo, bem como adicionar personagens de papel e transformou-o na história que conhecemos hoje.

Essa foi minha primeira obra de William Shakespeare, eu nunca tinha lido nada do autor, é óbvio que eu escolhi começar pela a mais famosa. O estilo "peça" de escrita não me cativou muito, eu tenho que confessar que não morri de amores por 'Romeu e Julieta'. A obra funciona muito se for encenada, mas não funcionou para mim como leitura.

A história é uma tragédia sobre dois jovens “amantes infelizes” cujas mortes acabam unindo suas famílias rivais. Por se tratar de uma peça, os personagens agem e tomam decisões rápido demais. Romeu e Julieta se conheceram por apenas quatro dias, mas estavam dispostos a morrer um pelo outro. Em vez de acrescentar um sentimento de simpatia por eles, isso apenas me fez pensar que eles não são pessoas muito inteligentes. Um dos motivos da obra não ter funcionado para mim, é que tudo é dramático demais, não curti.

Não gostei muito de 'Romeu e Julieta', mas a obra tem qualidade e isso é indiscutível. A linguagem da obra é conhecida por sua beleza poética. A peça é escrita em pentâmetro iâmbico, uma forma de poesia que consiste em dez sílabas por linha, com cada segunda sílaba acentuada. O autor também usa uma variedade de recursos literários, incluindo metáfora, símile e personificação, para dar vida a seus personagens e suas emoções.

O que me fez pensar sobre a obra depois da leitura foram os seus temas de amor e ódio. O amor é retratado como uma força que pode transcender barreiras sociais e rixas familiares, mas também se mostra fugaz e frágil. O ódio, por outro lado, é retratado como uma força destrutiva que pode levar à tragédia e à morte.

Embora a obra seja amplamente considerada uma obra-prima, não foi isento de críticas. Alguns argumentaram que a representação do amor na peça é irreal e que o relacionamento de Romeu e Julieta é muito idealizado. Outros criticaram a representação das mulheres na peça, argumentando que Julieta é pouco mais que um objeto passivo de desejo.

'Romeu e Julieta' é uma história de amor e perda, e seu destino trágico ressoou com o público por séculos. A peça fala sobre o poder do amor, a natureza destrutiva do ódio e as consequências de decisões impulsivas, todos temas que são tão relevantes hoje quanto eram na época de William Shakespeare.

'Romeu e Julieta' foi feita para ser encenada e não contemplada como uma leitura. Não curti o formato "peça" de escrita, a história fica acelerada demais deixando o enredo muito exagerado e dramático. A peça foi verdadeiramente revolucionária para a época, não tiro esse mérito, mas não gostei de 'Romeu e Julieta'.


Nota 6


bottom of page