google.com, pub-4979583935785984, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page
  • Vinicius Monteiro

Resident Evil: O Hóspede Maldito Crítica

Resident Evil O Hóspede Maldito crítica filme cinema longa-metragem crítica de filme crítica de cinema

Esse texto pode conter possíveis SPOILERS

 

Sinopse: Um enorme laboratório subterrâneo utilizado para pesquisa genética que é controlado pela Umbrella, uma dos maiores conglomerados do mundo, sofre uma epidemia do T-Vírus, uma arma biológica de grande poder que acaba matando todos os cientistas que lá trabalhavam. Alice, que não sabe bem quem ela é, se integra a um comando que entra na “Colméia” para entender e tentar controlar a situação.

 

Crítica: "Resident Evil: O Hóspede Maldito" é o primeiro filme baseado em um videogame que parece inspirado em mais do que o desejo de vender ingressos para um mercado pré-existente. O filme funciona dentro das regras do jogo, ocorrendo principalmente em um único cenário e acumulando uma enxurrada implacável de sequências de ação. 

 

Como muitos videogames, "Resident Evil: O Hóspede Maldito" tem uma configuração terrivelmente longa, o ritmo do filme oscila demais, uma hora ele oferece muita ação e outra hora ele estaciona com um drama fraco, terminando com um final estendido demais. 

 

Seus visuais são práticos e isso é um ponto muito positivo para "Resident Evil: O Hóspede Maldito", eles são práticos o suficiente, de modo que a única criatura computadorizada se torna visualmente ridícula em tela.

 

Com seus olhos felinos distantes e corpo de dançarina, Jovovich se encaixa perfeitamente no gênero. Michelle Rodriguez, que foi reduzida a rosnar em 'Velozes e Furiosos', continua a tendência aqui como uma soldado durona. Temos muitas protagonistas fortes, mas o roteiro não entrega um diálogo decente para esses personagens pronunciarem.

 

O diretor Paul WS Anderson escolhe aumentar a tensão batendo na sua cabeça com uma partitura de heavy metal retumbante e retininte. É tão exagerado que você está quase implorando para que os cadáveres se apressem em ganhar vida.

 

Embora "Resident Evil: O Hóspede Maldito" tenha ação o suficiente e algumas escolhas positivas, o filme oscila demais seu ritmo e tom nos seus 75 minutos oferecendo uma história já tênue que se resume a invasores sobreviventes em buscam de um antivírus.

 

Nota: 3



Comentários


bottom of page