google.com, pub-4979583935785984, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page
  • Vinicius Monteiro

Praticamente Inofensiva Resenha

Atualizado: 30 de mar.

Praticamente Inofensiva Resenha

Esse texto pode conter possíveis SPOILERS.


Sinopse: Situações hilárias, personagens imprevisíveis, descrições poéticas e paisagens surrealistas se mesclam com perfeição, resultando numa trama cheia de suspense, comédia e filosofia. Depois de muitos anos, Arthur Dent, Tricia McMillan e Ford Prefect se reencontram. Mas o que deveria ser uma festejada reunião de velhos amigos se transforma numa terrível confusão que põe em risco a vida de todos.


Resenha: 'Praticamente inofensiva' é tão polêmico quanto seu criador. Muitos o consideram o último volume da série 'O Mochileiro das Galáxias' e outros afirmam tratar-se de um título independente, que apenas utiliza os mesmos personagens.


E finalmente cheguei no último livro da série e me sinto desapontado, esse volume está longe de ser bom dentro do universo 'O Guia dos Mochileiros da Galáxias'. Douglas Adams é genial e mesmo escrevendo esse volume estranho, ele ainda é um dos autores mais geniais que já existiu e essa obra ainda é melhor que muitas obras por aí.


O quinto livro da série foi escrito treze anos depois do quarto volume, talvez por esse motivo o livro seja tão estranho. 'Praticamente Inofensiva' parece um livro independente, ele não parece se encaixar com a série, os personagens são outros, a trama é outras, os personagens das outras edições nem aparecem ou fazem uma pequena participação, o que deixa ainda mais frustrante a experiência desse livro.


Um outro ponto é o tempo em que ele foi escrito. Treze anos de diferença entre a política, a natureza, a sociedade muda e o livro vem com todas essas mudanças juntos, é difícil o autor não se deixar influenciar pelo o período em que ele escreve o livro, ainda mais Adams que é um autor que gosta de criticar acidamente a sociedade.


Digo novamente, Adams é um bom autor e esse livro ele arrasa assim como os demais, mas eu senti uma certa obrigação na escrita de Adams. Óbvio que os anos de hiato, podem também alterar o estilo de escritor, talvez tenha acontecido isso com Adams, mas até na escrita é notável uma diferença, se comparado com os demais livros anteriores.


O final do livro é frustrante, não darei spoiler, mas o final é inaceitável, esse talvez seja o ponto mais baixo do livro. 'O Guia do Mochileiro das Galáxias: Praticamente Inofensiva' desaponta em sua reta final, o livro soa fora de órbita, mas ainda sim, ressalta a genialidade e o estilo de Adams.


Nota: 6


Comentarios


bottom of page