google.com, pub-4979583935785984, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page
  • Vinicius Monteiro

Orgulho e Preconceito e Zumbis Crítica

Atualizado: 1 de abr.

Orgulho e Preconceito e Zumbis Crítica

Esse texto pode conter possíveis SPOILERS.

Sinopse: Um surto de zumbis se abateu sobre a Terra nesta releitura do conto clássico de Jane Austen que trata das relações e enlaces amorosos entre amantes de diferentes classes sociais na Inglaterra do século XIX. A resoluta heroína Elizabeth Bennet (Lily James) é mestre em armas e artes marciais; e o belo Mr. Darcy (Sam Riley) é um feroz assassino de zumbis e símbolo máximo do preconceito inerente às classes superiores. Mas à medida que o surto zumbi se intensifica, os dois devem deixar o orgulho de lado e unir forças no campo de batalha encharcado de sangue, a fim de acabar com o exército morto-vivo de uma vez por todas.

Crítica: O filme é essencialmente o conto clássico de Jane Austen sobre costumes sociais da Inglaterra do século 19 incluindo: personagens, cenários, trama e diálogos, apenas com a incômoda inclusão de mortos-vivos aparecendo aqui e ali para complicar as coisas.

O que diferencia 'Orgulho e Preconceito e Zumbis' de seu material de origem literária são suas grandes sequências de ação, mas elas são encenadas, iluminadas, filmadas e editadas de maneira tão confusa que muitas vezes é difícil dizer o que está acontecendo.

No começo, é divertido tentar prever como os monstros comedores de cérebro serão inseridos na história, mas não há contexto visual para os ataques e nenhuma maneira de determinar sua origem ou tamanho, o que esgota a tensão dessas cenas.

A mistura funciona bem nos momentos mais calmos e silenciosos, quando os personagens se sentam em uma sala de estar limpando suas armas ou se superando enquanto comparam seus conhecimentos nas artes mortais. A comédia também é interpretada de maneira peculiarmente direta, apenas Matt Smith parece estar se divertindo, como um pároco parcimonioso que se apaixona por Elizabeth.

Eu amo zumbis e o livro é um dos meus favoritos, então essa ideia é simplesmente genial para mim. Os pequenos e inexpressivos momentos do filme de Burr Steers têm mais impacto do que as peças massivas e barulhentas. 'Orgulho e Preconceito e Zumbis' tem suas falhas e funciona de maneira estranha, mas não é totalmente sem charme.


Nota: 5




留言


bottom of page