google.com, pub-4979583935785984, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page
  • Vinicius Monteiro

O Rei Macaco Crítica

Atualizado: 17 de mai.

O Rei Macaco Crítica

Esse texto pode conter possíveis SPOILERS.

Sinopse: Inspirada em um conto chinês, "O Rei Macaco" é uma comédia de ação para toda a família sobre um Macaco cheio de carisma e seu Bastão mágico. Os dois embarcam em uma aventura épica, lutando contra 100 demônios, um excêntrico Rei Dragão e o maior inimigo do Macaco: seu próprio ego.

Crítica: O clássico literário do século XVI, 'Jornada ao Oeste', é a mãe de toda a fantasia chinesa. A saga mitológica gerou inúmeras adaptações em vários meios de comunicação em toda a Ásia e além, desde a série cult de TV japonesa do final dos anos 70 até a Ópera de Pequim, videogames, histórias em quadrinhos e espetáculos.

Dirigido por Anthony Stacchi (Os Boxtrolls), 'O Rei Macaco' extrai o material rico para uma aventura episódica repleta de confrontos turbulentos de artes marciais e muita fantasia. Com uma certa "americanização" o filme traz ainda uma pitada saborosa da especificidade cultural do material, dos seus elementos espirituais e das suas lições filosóficas sobre arrogância e humildade.

'O Rei Macaco' entrega um personagem irritante e autoritário. O macaco não tem um coração de ouro ou algo de bom que tornaria seu comportamento mais fácil de tolerar, grande parte dos 90 minutos de duração do filme é focada em suas ações egocêntricas.

A animação tenta trazer o espectador para perto com sua comédia infantil, mas as tentativas de humor pastelão falham. Nada nesse filme me cativou. Há pouco humor ou charme para contrabalançar os aspectos mais insuportáveis ​​de seu personagem.

A maior parte da história está no piloto automático. Isso faz sentido no início, à medida que as motivações dos personagens estão sendo estabelecidas, mas o ritmo acelerado nunca diminui. Momentos tranquilos de reflexão também perdem seu significado, sendo rapidamente interrompidos pela próxima sequência de ação ou encontro bobo.

Os planos de fundo muitas vezes evocam elementos da pintura com pincel chinês, desde as selvas exuberantes às aldeias empobrecidas, da paisagem infernal do submundo às estruturas de nuvens almofadadas do céu. O designer de produção Kyle McQueen adiciona detalhes encantadores à arquitetura e aos figurinos.


'O Rei Macaco' é um exemplo de filme potencialmente excelente que é desfeito por um ritmo ruim, animação irregular e um protagonista desagradável. Há pouco humor aqui e as lutas são enfadonhas, senão totalmente esquecíveis. Esse longa-metragem de ritmo acelerado é hipnotizante, mas pouco cativa.

Nota: 5




Comments


bottom of page