google.com, pub-4979583935785984, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page
  • Vinicius Monteiro

Me Chame Pelo Seu Nome Livro VS Filme

Atualizado: 22 de abr.

Me Chame Pelo Seu Nome Livro VS Filme

Esse texto contém SPOILERS.

Filmes e livros vêm com vantagens e restrições drasticamente diferentes, e o mandato de honrar o material tende a impedir ou limitar a interpretação criativamente bem-sucedida. 'Me Chame Pelo Seu Nome' ganhou uma adaptação cinematográfica muito boa, que consegue captar o espírito do romance sincero que o livro tem. Eu separei algumas diferenças do livro e do filme que eu consegui lembrar. É claro que o texto a seguir tem spoilers!

1. Todo o livro é narrado por Elio, contando a sua própria história. O filme tirou a narração, você vê Timothée Chalamet e Armie Hammer agindo de acordo com os desejos e impulsos de seus personagens, sem nenhuma palavra de narração para ajudá-los a transmitir sua atração.

2. A história do livro se passa em Bordighiera, uma pequena cidade da Ligúria, região do norte da Itália, que o autor abrevia para B. no romance. O filme, entretanto, foi rodado em Crema, na própria casa de Guadagnino na Lombardia.

3. No livro, a casa é a mais próxima da água, acessível por uma escada estreita que leva de um pequeno portão na balaustrada até as rochas da costa mediterrânea. No filme o mar é substituído por lagos gelados e uma visita a Sirmione, no lago Garda.

4. No romance, Oliver convida Elio para passar alguns dias em Roma com ele, onde terá que trabalhar na redação final de seu livro com sua editora italiana pouco antes de sua partida de volta aos Estados Unidos. No filme, esta curta viagem é substituída por uma para Bergamo.

5. Marzia e Elio falam principalmente em francês um com o outro, algo que você percebe muito mais no filme do que no livro porque, embora o autor o faça com frequência, deixa claro que a conversa na verdade não é em inglês, mas sim em francês ou italiano. Eu achei esse aspecto bastante bonito do filme, pois retrata o ambiente aberto e multilíngue em que Elio cresceu.

6. No livro, em uma noite, Elio se encontra lendo sozinho no escritório de seu pai, sobre um belo jovem cavaleiro que está apaixonado por uma princesa que o ama de volta. No filme é sua mãe que, em uma noite chuvosa, traduz o original alemão para Elio e seu pai, dando muito mais importância à história.

7. Em uma parte do livro Oliver e Elio vão juntos para a cidade, andando de bicicleta e fumando Gauloises na piazzetta, e falam de Shelley, um poeta que teria morrido perto dali, cujo coração havia sido arrancado por sua esposa Mary quando seu cadáver foi encontrado. No filme a discussão é substituída por outra sobre o Piave War Memorial.

8. Para minha maior decepção, Vimini, o jovem vizinho com leucemia, foi completamente removido do filme. Vimini e Oliver compartilham um tipo raro de amizade, do tipo que as pessoas que observam de fora raramente entendem.

9. O autor Aciman é bastante explícito nos aspectos sensuais do relacionamento de Elio e Oliver, sem medo de explorar a ternura e a compaixão de seus seres e a maneira como se relacionam com o sexo. O direto Gadagnino, por outro lado, se detém, mostrando apenas as cenas mais importantes e muitas vezes apenas indicando sexo em vez de mostrar muito na tela.

10. O filme termina logo após a partida de Oliver de volta para a América. Oliver liga meses depois, durante o Hanukkah, para avisar a família que vai se casar com uma mulher. Talvez na cena mais comovente de todo o filme, Elio reprime as lágrimas e parabeniza Oliver pelo telefone. No livro, Elio e Oliver se encontram algumas vezes, respectivamente, ao longo dos anos, mas nunca em um contexto romântico. Oliver é casado e tem filhos, com carreira como professor. Elio também se saiu bem, mas deixa claro que os romances que teve depois de Oliver são esquecíveis.

O livro e o filme não competem, mas se completam, o que é bastante incomum é realmente impressionante. O espírito do filme e do livro são semelhantes, o filme talvez seja um pouco mais melancólico, trazendo a história e seus personagens vivos de uma forma rara e delicada que tanto amei. O filme valoriza muito o livro.




Yorumlar


bottom of page