google.com, pub-4979583935785984, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page
  • Vinicius Monteiro

Mago e Vidro Resenha

Atualizado: 28 de abr.

Mago e Vidro Resenha

Esse texto pode conter possíveis SPOILERS.

Sinopse: Depois de enfrentar a terrível ameaça do monotrilho Blaine, o último pistoleiro e seus seguidores desembarcam na cidade de Topeka, no Kansas, em uma realidade em que um super vírus devastou a população do planeta. O grupo então retoma o caminho do Feixe de Luz que conduz à Torre Negra. E, seguindo por uma estrada desértica para um palácio de vidro à distância, Roland revela aos companheiros a história de seu passado, e a trágica perda de seu grande amor da juventude, a bela Susan Delgado.

Resenha: 'Mago e Vidro' não leva a história da série muito adiante e talvez seja um dos volumes mais "chatos" de toda série. Seu propósito é preencher ainda mais o personagem e a história de Roland.

O autor usa uma estrutura de história dentro de uma história em 'Mago e Vidro'. Roland conta a seus amigos sobre seu passado e os eventos que levaram ao assassinato de seu primeiro amor e ao início de sua busca pela Torre Negra.

Este livro é sobre Roland, quem ele é e como ele se tornou quem se tornou. Isso ajuda a explicar por que ele é tão sombrio e tão assombrado. 'Mago e Vidro' pode ser quase lido como um livro independente.

O livro marca a evolução da escrita de Stephen King em algo poderoso e literário. Acabaram-se todos os traços de táticas de choque estilísticas, ou o que alguns passaram a considerar como "inchaço" narrativo em alguns dos livros anteriores do autor. Tudo o que está aqui parece vital e necessário.

Stephen King se joga em um conto de amor adolescente com todo o seu coração e isso pode ser uma coisa boa ou ruim, dependendo do seu ponto de vista, e é assim que a história de amor de Roland e Susan se desenrola. Eles se comportam como adolescentes e isso é brilhantemente escrito por King.

O que me surpreendeu foi o quão lindamente a história de amor foi contada. Stephen King é ótimo em chocar e assustar seu público, mas eu sei que ele poderia escrever qualquer coisa que ele quisesse. Eu fui atraído pela história de amor de Roland.


'Mago e Vidro' tem um final apressado, que no espaço de apenas cinquenta páginas impulsiona Roland, Eddie, Susannah e Oi em direção ao palácio verde que bloqueia a I-70, e em uma óbvia encontro com a mitologia infame de Frank L. Baum. O encerramento da poderosa sequência final tem um toque de deus ex machina, isso parece fora de lugar neste conto sombrio e estranhamente bonito.

Stephen King fez um trabalho extraordinário e escreveu uma história de amor melhor do que muitos autores de romance conseguem, dentro de uma estrutura narrativa que funcionou bem. Mas o livro soa fora do lugar, a maior parte dele poderia ter sido em um romance spin-off da série.

O quarto volume foi o meu menos favorito da série 'Torre Negra'. Eu acho que a história de Roland e Susan é ótima, mas estou sempre ansioso para voltar para Roland, Eddie, Susannah e Jake juntos.


Nota: 7


Comments


bottom of page