google.com, pub-4979583935785984, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page
  • Vinicius Monteiro

King Kong 2: A História Continua Crítica

King Kong 2: A História Continua crítica filme cinema longa-metragem crítica de filme crítica de cinema

Esse texto pode conter possíveis SPOILERS

 

Sinopse: O filme começa onde parou a versão de 1976, com King Kong morto sendo levado a um laboratório onde cientistas implantam um coração mecânico, mas para ressuscitar o monstro seria necessário encontrar sangue de outra criatura da mesma espécie. Uma expedição encontra uma fêmea na floresta amazônica e a leva para os EUA, desta vez criando uma história de amor entre os dois gorilas, que inclusive terão um filhote.

 

Crítica: "King Kong 2: A História Continua" é a sequência que ninguém queria de um remake que ninguém pediu para "King Kong" de 1976. O filme, que foi dirigido por John Guillerman, tem um elenco e uma trama monótona.

 

Graças ao design de criaturas de Carlo Rambaldi (e a dois atores que interpretam muitas das cenas dos Kongs), os macacos são realistas e expressivos demais, geralmente muito mais do que as pessoas ao seu redor. Há momentos interessantes aqui, quando o animal pré-histórico recebe um coração mecânico após uma longa cirurgia é legal, apesar de ser completamente sem sentido.

 

Há uma cena com alguns caçadores que conseguem capturar o grande animal sob toneladas de rochas que o provocam e tem o que merecem, entregando ao espectador algum punhado de cenas gore. As batalhas entre King Kong e os militares também são bem legais, cheia de ação e transmitem bastante emoção. Porém tudo nesse longa-metragem funciona separadamente, pois em sua totalidade pouco funciona.

 

Porém, enquanto os momentos altos do filme não chegam, "King Kong 2: A História Continua" entrega muita coisa brega e chata. Temos uma Lady Kong aqui, que dá ao filme uma linda e brega história de amor entre os macacos, já que boa parte do enredo são os dois macacos tentando ficar juntos em paz. Eles se conhecem e vivem uma linda história de amor e em três dias a Queen Kong engravida e dá à luz a um lindo bebê Kong... Não preciso dizer muita coisa sobre esse filme, certo?

 

"King Kong 2: A História Continua" oferece cenas de ação interessantes, cenas gore legais e você pode até se deparar com uma rápida nudez, mas nada disso tira a existência desnecessária desse filme. O longa-metragem é simplesmente brega, os atores são monótonos e esboçam diálogos ruins, nada aqui faz muito sentido.

 

Nota: 4



Comentarios


bottom of page