google.com, pub-4979583935785984, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page
  • Vinicius Monteiro

It a Coisa Livro VS Filme

It a Coisa Livro VS Filme

Sinopse: Durante as férias de 1958, em uma pacata cidadezinha do Maine, Bill, Richie, Stan, Mike, Eddie, Ben e Beverly aprenderam o real sentido da amizade, do amor, da confiança... e do medo. O mais profundo e tenebroso medo. Naquele verão, eles enfrentaram pela primeira vez a Coisa, um ser sobrenatural e maligno que deixou terríveis marcas de sangue em Derry. Quase trinta anos depois, os amigos voltam a se encontrar. Uma nova onda de terror tomou a pequena cidade. Mike Hanlon, o único que permaneceu em Derry, dá o sinal. Precisam unir forças novamente. A Coisa volta a atacar e eles devem cumprir a promessa selada com sangue que fizeram quando crianças. Só eles têm a chave do enigma. Só eles sabem o que se esconde nas entranhas de Derry. O tempo é curto, mas somente eles podem vencer a Coisa. Neste clássico de Stephen King, os amigos irão até o fim, mesmo que isso signifique ultrapassar os próprios limites.


O livro "It a Coisa" de Stephen King é uma história lendária e chocante em seus horrores, bem como uma que detalha a importância das amizades de nossa juventude. Então, naturalmente, sendo o divisor de águas que é, algumas pessoas estavam preocupadas se o filme de Andres Muschietti seria uma adaptação digna.


A primeira parte do filme foi lançada em 2017 e bateu recorde ao ser o longa-metragem de terror mais visto de todos os tempos. Mundialmente, atingiu a marca de US$ 700 milhões. Foi o sexto filme de maior bilheteria no mercado interno naquele ano, além de ser o décimo segundo longa-metragem mais rentável de 2017.


Em 2019 chegou a segunda parte. Com um orçamento estimado entre US$ 60 e 79 milhões, a sequência arrecadou mais de US$ 997 milhões mundialmente. Eu gosto do primeiro filme e não curti muito o segundo. Eu não gosto efeitos especiais em filmes de terror, o uso do CGI não deixa as cenas assustadoras, mas se você quer saber mais sobre o que eu achei dos dois filmes e da minissérie é só conferir os links logo abaixo.



Você pode conferir algumas mudanças entre livro e filme que eu me lembro e pesquisei logo abaixo. Eu nem preciso avisar que o texto a seguir tem spoilers. Houve bastante mudanças e eu não acho que os filmes e a minissérie capta muito bem a essência do livro.


1. No livro a narrativa é dividida entre dois períodos de tempo: 1957-1958 e 1984-1985. As mudanças no período de tempo são fundamentais para como os personagens crescem dentro e fora da cidade de Derry. A história do primeiro filme é ambientada em 1989, já a segunda parte, com os personagens já adultos, a história se desenrola em 2016.

 

2. Maturin, a Tartaruga, é um personagem importante para os mitos do universo de Stephen King. No livro, Maturin informou o jovem Bill Denbrough sobre como derrotar Pennywise, através do ritual de Chud. No entanto, no filme, há apenas uma menção a tartaruga nas águas The Barrens, bem como um modelo LEGO de um no quarto de Georgie.

 

3. O Pennywise tem várias formas no livro, ele sempre se manifesta conforme o medo dos personagens. Por exemplo, em uma múmia, lobisomem, em duas crianças, um leproso ou até um pássaro gigante. Tanto nos filmes como na minissérie, o Pennywise tem uma aparência de palhaço na maioria das cenas.

 

4. O texto original de Stephen King é estruturado como uma história que mergulha no passado e no presente que vão e voltam entre primeiro os eventos na década de 1950 e depois os da década de 1980. Tanto a minissérie como os filmes dividem o tempo da narrativa de forma cronológica, mostrando primeiro os acontecimentos antigos para depois avançar os 27 na história.

 

5. No livro, assim que as crianças são derrotadas por It, Beverly decide fazer sexo com todos os meninos do Losers Club. Stephen King queria mostrar a perda da inocência do grupo, que ao lidar com uma figura tão bizarra e perigosa como It, acabam sendo forçados a desistir da infância e entrar na vida adulta. Não preciso explicar muito do porque essa cena não fui incluída em nenhuma das adaptações né?

 

6. No romance, Bill Denbrough aprende com Maturin, a Tartaruga, o ritual para derrotar Pennywise. No filme, no entanto, o resultado do grande confronto é um subproduto da força física e da vontade de enfrentar Pennywise. No entanto, semelhante ao estilingue, Bill usa uma pistola de parafuso cativa para enfraquecer Pennywise, atirando na cabeça de Georgie.

 

7. No filme, os pais de Mike Hanlon morrem em um incêndio que é possível ser visto através da visão de Pennywise, que os fãs da novela conhecem como o incêndio que destruiu a boate afro-americana The Black Spot. No livro, Mike perde seu pai para o câncer em 1962, e antes disso, ele descobre sobre o incidente em A Mancha Negra através da narração de seu pai.

 

8. Ben é o fã de história, não Mike. Aprendemos logo no início do livro que Mike Hanlon não só fica em Derry toda a sua vida, mas também que ele é o bibliotecário e historiador amador da cidade. Como tal, é ele quem cataloga os incidentes estranhos da cidade, construindo o livro de conhecimento conhecido como "Derry: A Look Through Hell's Backdoor". No entanto, no filme é Ben Hascomb quem tem interesse e investiga a estranha história de Derry.

 

9. No romance, é Stan quem quebra a garrafa de vidro e faz o juramento de sangue para voltar e enfrentar Pennywise, caso ele volte. No filme é Bill quem lidera o juramento.

 

10. O nível de convicção religiosa de Stan mudou do filme para o livro. À fé judaica da família Uris é mais frouxa no livro de Stephen King, com Stan nem mesmo sabendo o básico de manter Kosher no texto original.

 

11. Uma grande parte da ligação que Richie, Ben e Bill se envolvem durante o período de 1957-1958 no livro envolve Ben prenunciando sua futura carreira como arquiteto. Isso é mostrado através de uma barragem que impede o fluxo de água cinza para as usinas de processamento de água que a transformam de volta em água utilizável. No entanto, o filme é mais foca a ligação da amizade entre o meninos através de uma competição de cuspe, bem como alguns mergulhos em penhascos e natação.

 

12. Embora a cena de abertura de do filme capture a fatídica troca entre Georgie Denborough e Pennywise com precisão, há algumas grandes variações após a morte de Georgie. No filme, um vizinho local não vê ou ouve o incidente. Isso, por sua vez, leva Bill a pensar que Georgie ainda poderia estar vivo. Isso é tratado de forma diferente no livro, já que o corpo de Georgie não só é encontrado e recuperado, mas o assassinato em si é notado por alguém jardinando no dia tempestuoso em questão.

 

13. Tanto o filme como o livro apresentam a jovem Beverly em uma guerra contínua entre seu pai abusivo e seu corpo amadurecido, mas o filme dá um passo adiante ao fazer com que a garota corte seu belo cabelo ruivo. Não é apenas um movimento que é claramente destinado a deter os avanços perturbadores e terríveis de seu pai, mas também acaba jogando com as manipulações de Pennywise. Beverly é atacada com sangue do ralo da pia do banheiro, assim como ela está no livro, mas a entidade maligna também usa suas madeixas cortadas para amarrar suas mãos e prendê-la no lugar enquanto o sangue irrompe.

 

14. Há uma boa parte da história do livro que detalha como a mãe de Beverly, Elfrieda Marsh, trabalha duro por sua família, ao mesmo tempo em que se preocupa que seu marido esteja molestando sua filha pelas costas. Embora ela, como o pai de Mike Hanlon, morra de câncer na obra original, ela nem está presente na versão cinematográfica.

 

15. Há muito da história de Henry Bowers que foi omitida da versão cinematográfica. Talvez a mudança mais significativa seja a relação entre Henry e seu pai. Não só não vemos especificamente o abuso que Henry sofre do pai, mas Butch Bowers também não é apenas um louco racista e dono de fazenda, como ele é no livro. Em vez disso, ele é na verdade um membro do Departamento de Polícia de Derry - e acaba morrendo na mão de seu filho.

 

16. A bicicleta Silver, de Bill, tem um papel importante na versão do livro, sendo o símbolo da persistência e das fugas das crianças. A bicicleta é usada por Bill em diversos momentos importantes da trama, sendo necessária para salvar a vida dos colegas e parentes de Bill tanto em sua infância, quanto na vida adulta. No filme, a bicicleta não aparece muito não ganhando tanta importância como nos livro.


17. No livro, Henry enlouquece atormentado pela onda de assassinatos, já no filme de 2017, ele parece ter morrido depois de uma briga com Mike, que o empurra poço abaixo. Na obra literária o personagem aparece como adulto, sendo apontado como culpado por tantas mortes e passando duas décadas internado em um hospital psiquiátrico.


18. O que acontece com Stanley Uris no filme também acontece no livro, mas de forma diferente. No filme, ele explica que sabia que estava com muito medo de enfrentar Pennywise de novo com as crianças do clube, mas sabia que se um deles não se comprometesse com a luta, eles perderiam. É por isso que, quando o vemos cortar os pulsos no início do filme, ele morre com um sorriso contente no rosto. No livro, não há explicação, nenhum bilhete amoroso para sua esposa e amigos, e o querido Stanley Uris morre com um olhar de terror em seu rosto. A única nota que Stan deixa é a palavra "IT" rabiscada desleixadamente na parede em seu próprio sangue.


19. Quando Beverly retorna ao seu apartamento de infância, no livro a volta é muito mais estranha e perturbadora. A configuração é a mesma: Beverly volta para seu apartamento e conhece a Sra. Kersh que diz a ela que seu pai está morto e lhe oferece um chá. No filme, Beverly lentamente começa a notar algo estranho até que a senhora se transforma em um monstro. No livro, a transformação da Sra. Kersh é mais lenta e bizarra.


20. No primeiro filme, Henry Bowers cai no poço que levava ao covil subterrâneo de Pennywise, e depois é revelado no segundo filme que ele sobreviveu e foi encontrado juntamente com muitos corpos de vítimas passadas de Pennywise. Em vez de ser preso por todos os assassinatos de Pennywise, como foi no livro, Henry é responsabilizado somente pela morte do seu pai.


21. A ideia de que Beverly tinha visões que mostravam cada um dos personagens morrendo é uma invenção do filme. No livro, as crianças experimentam a visão causada pelas alucinações induzidas pelo fumo com base em uma prática nativa americana que encontraram em um livro.


22. A esposa de Bill, Audra, desempenha um papel extremamente reduzido no segundo filme em comparação com o livro e a minissérie. Na versão original da história, Audra vai para Derry atrás de Bill e quase se torna uma das vítimas de Pennywise. Bill é capaz de resgatá-la, mas ela permanece em um estado quase comatoso até que ele, uh, a leva para um passeio (e quase causa um enorme incidente de trânsito) em sua bicicleta de infância, Silver, que a cura de alguma forma.


23. Toda a cidade de Derry é muito mais afetada pela morte de Pennywise no livro - uma tempestade recorde inunda a cidade quando as crianças finalmente vencem a entidade. É a tempestade que faz com que o covil de Pennywise desabe, e eventualmente, arrase a maior parte da cidade. Nem a minissérie nem os novos filmes incluem a tempestade na medida em que aconteceu na obra original.



Se você não leu o livro e nem assistir a nenhuma adaptação visual da obra original, recomendo demais primeiro ler o livro. A minissérie eu também recomendo, apesar de antiga, será um experiência muito legal. Eu tenho certeza que deixei alguma coisa de fora, então quero você comentando algumas diferença entre o filme e o livro que eu não citei por aqui. Até!


Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page