google.com, pub-4979583935785984, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page
  • Vinicius Monteiro

Após possível censura no Hugo Award, diretor e presidente renunciam cargo

Após possível censura no Hugo Award, diretor e presidente renunciam cargo

Dois líderes da Worldcon Intellectual Property (WIP), organização sem fins lucrativos que detém as marcas de serviço do World Science Fiction Society (Sociedade Mundial de Ficção Científica), teriam renunciado a seus cargos após acusações de censura no processo de votação para o Hugo Award 2023. Em um comunicado de 30 de janeiro, funcionários do WIP anunciaram que o diretor Dave McCarty e o presidente do conselho Kevin Standlee renunciaram a seus cargos.


O Prêmio Hugo é uma das honrarias mais prestigiadas da comunidade de Ficção Cientifica/Fantasia. Os prêmios, administrados pela World Science Fiction Society, são concedidos anualmente na convenção global do grupo, a Worldcon. A Worldcon do ano passado foi realizada pela primeira vez na China, em Chengdu.


As demissões e ações disciplinares ocorrem depois que os dados de indicação para os prêmios de 2023 foram tornados públicos em 20 de janeiro e foi revelado que certos autores e livros foram inexplicavelmente considerados "não elegíveis" para o prêmio. Muitos fãs e autores especularam que a censura estatal foi a razão para as decisões opacas de inelegibilidade do comitê baseado em Chengdu.


Os líderes da Glasgow Worldcon 2024, que será realizada de 8 a 12 de agosto na maior cidade da Escócia, já estão se distanciando do comitê de Chengdu. Em 27 de janeiro, o grupo de Glasgow emitiu um comunicado prometendo total transparência no processo de votação de Hugo, garantindo aos fãs que "publicará as razões de quaisquer desqualificações de potenciais finalistas e quaisquer retiradas de potenciais finalistas da cédula".


Além das renúncias e censuras, o WIP também anunciou esta semana que Don Eastlake foi eleito como o novo presidente do conselho do WIP.


Fonte da matéria aqui.

bottom of page