google.com, pub-4979583935785984, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page
  • Vinicius Monteiro

Hollywood Crítica

Hollywood Crítica crítica série show série crítica crítica de série streaming Netflix

Esse texto pode conter possíveis SPOILERS

 

Sinopse: Hollywood acompanha um grupo de aspirantes a atores e cineastas em Hollywood após a Segunda Guerra Mundial, enquanto tentam chegar a Tinseltown - não importa o custo. Cada personagem oferece uma visão única por trás da cortina dourada da Era de Ouro de Hollywood, destacando os sistemas injustos e preconceituosos de raça, gênero e sexualidade que continuam até hoje.

 

Crítica: Sem conhecer o funcionamento interno das empresas de stream, eu diria que esses são os tipos de séries que você naturalmente começaria a fazer se tivesse mais dinheiro do que tempo. O mundo precisa de conteúdo, por isso, bombeie! 'Hollywood' é uma promessa incrível, que não cumpri.

 

'Hollywood' o mais recente esforço do super produtor de televisão Ryan Murphy. Seu estilo preferido, pelo menos recentemente, é explorar o tratamento de grupos minoritários abusados ​​ou explorados, em grandes conjuntos limpos e saturados de cores.

 

Em alguns episódios, a série é uma fantasia docemente apaziguadora. Outros, é um pesadelo sombrio sobre uma cidade amarga. Essas duas metades nunca se fundem, deixando 'Hollywood' preso entre seus pólos. É intermitentemente envolvente, mas curiosamente desanimador.

 

A maioria dos conflitos que a série propõe é projetada para ser superada, de modo que não há muito em jogo. Desde do começo você sabe o que vai acontecer e a onde a série chegará, 'Hollywood' é extremamente previsível.

 

O elenco é fantástico, as performances mais jovens são muito boas, o lado veterano do é ainda melhor. Os personagens não falam realmente como pessoas, mas como avatares de identidades maiores, aqui temos outro problema. Não são personagens com uma história para contar, são discursos específicos para agradar um determinado público. 'Hollywood' está tão envolvida em fazer o certo por sua ampla certeza moral, que falha na individualidade.

 

A motivação dos personagens foi outra coisa que eu achei bem estranho. Não sei se isso faz parte de um ponto de vista irônico de Ryan Murphy, mas a luta dos personagens é para ganhar uma estatueta dourada e não para colocar os bandidos na cadeia e de fato mudar as regras da indústria. Ninguém vai preso, ninguém paga as consequências, não há nenhuma denúncia, todos lutam por espaço na fama e busca por um prêmio. Um ponto de vista mal colocado.

 

O designer de produção de Matthew Flood Ferguson coloca afeto nos estúdios e nos apartamentos de baixa renda, e os figurinistas Lou Eyrich e Sarah Evelyn evocam o glamour do período para todas as ocasiões e finalidades. A cinematografia Simon Dennis filma grandes pedaços em preto e branco imaculado, muito mais bonito do que qualquer filme de 1947 de orçamento comparável poderia ter alcançado.

 

Murphy oferece uma visão revisionista de como Hollywood deveria ser naquela época. É uma ideia atraente, mas o resultado é incrivelmente brega. 'Hollywood' tem grande potencial de sucesso, mas é desfeita por sua própria marca de diferenças criativas. A série mostra que tempo e dinheiro não são a mesma coisa; às vezes você precisa de ambos.

 

Nota: 5



Comments


bottom of page