google.com, pub-4979583935785984, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page
  • Vinicius Monteiro

Histórias Cruzadas Crítica

Histórias Cruzadas Crítica

Esse texto pode conter possíveis SPOILERS.

 

Sinopse: 'Histórias Cruzadas' se passa em Jackson, pequena cidade no estado do Mississipi, nos anos 60. Skeeter (Emma Stone) é uma garota da sociedade que retorna determinada a se tornar escritora. Ela começa a entrevistar as mulheres negras da cidade, que deixaram suas vidas para trabalhar na criação dos filhos da elite branca, da qual a própria Skeeter faz parte. Aibileen Clark (Viola Davis), a empregada da melhor amiga de Skeeter, é a primeira a conceder uma entrevista, o que desagrada a sociedade como um todo. Apesar das críticas, Skeeter e Aibileen continuam trabalhando juntas e, aos poucos, conseguem novas adesões.

 

Crítica: O movimento pelos direitos civis pode ter acabado com a segregação e derrotado séculos de escravidão e opressão, mas vamos poupar aplausos para brancos bem-intencionados com coragem moral de se colocar no centro da narrativa. Baseado no best-seller de Kathryn Stockett, 'The Help'.

 

'Histórias Cruzadas' cobre uma era feia em brilho superficial que é apenas pontuada pelos detalhes da lei racial do Mississippi ou práticas de contratação que estão a apenas um fio de cabelo da escravidão. Embora amplamente esboçado, Davis e Spencer chegam mais perto de criar personagens de carne e osso. A coisa toda é manipulada para recompensas que agradam ao público e essas recompensas são sobre homenagear os espectadores brancos por não serem racistas horríveis.

 

Esse tipo de distanciamento histórico fácil é aparente em todos os lugares no filme de Taylor, não apenas na celebração da superioridade do espectador em relação ao racismo dos personagens brancos, mas em nos dar emoções baratas ao permitir que Skeeter repreendesse um namorado sexista em potencial que falha em levar a sério sua obra literária ambições.

 

Emma Stone salta desconfortavelmente pelas cenas com uma peruca horrível. Não é totalmente culpa dela. Há algo incrivelmente perturbador em precisar de um narrador socialite branco para contar a história de mulheres negras abusadas, e Emma Stone não possui as nuances de atuação para conseguir concertar isso. Viola Davis e Octavia Spencer assumem seus papéis como empregadas domésticas que suportam as dificuldades de crescer negra e pobre no sul, elas são os elementos que há de melhor nesse filme.

 

'Histórias Cruzadas' quase sempre tem mais sucesso em relacionar a experiência negra do que a brutalidade ou magnanimidade branca. O filme, é muitas vezes explicitado em diálogos de declamação de teses, em vez de ilustrada dramaticamente. Quando é encenado, geralmente é de maneiras óbvias e sentimentais, tentando manipular o telespectador. 

 

Nota: 5




Comments


bottom of page