google.com, pub-4979583935785984, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page
  • Vinicius Monteiro

Hirohiko Araki, de "JoJo's Bizarre Adventure", é um dos mangakás das novas capas de mangá educacional, "Gakushu Manga: Sekai no Rekishi"

Hirohiko Araki, de "JoJo's Bizarre Adventure", é um dos mangakás das novas capas de mangá educacional, "Gakushu Manga: Sekai no Rekishi"

Embora o mangá seja geralmente visto como entretenimento, a maioria das principais editoras japonesas entendeu o valor do meio para a educação, particularmente a história. Uma das séries de mangá educacional mais conhecidas é a "Gakushu Manga: Sekai no Rekishi" (Mangá Educacional: História Mundial) da Shueisha.


Lançada originalmente em 1986, a série ganhou uma atualização em 2002, com cada volume recebendo uma nova capa desenhada por um mangaká diferente. A série agora está recebendo outra atualização, e o mangaká de destaque desta vez é ninguém menos que Hirohiko Araki, de "JoJo's Bizarre Adventure".


A conta X da marca Shueisha Jidōsho anunciou a mais nova edição em 23 de abril. O post antecipa a nova arte de cinco figuras históricas (Muhammad Akbar, Napoleão Bonaparte, Ramsés II, Elizabeth I e Mahatma Gandhi), e a capa do 10º volume de Araki.

Por muito tempo, os pais admoestavam as crianças no Japão por lerem mangás, temendo que isso as tornasse pouco inteligentes. No entanto, autores e editores têm visto o potencial dos mangás como material educativo. Isso inclui sua ficção histórica, como o "Buda" de Tezuka Osamu, "A Rosa de Versalhes" de Riyoko Ikeda ou, mais recentemente, o "Kamuy Dourado" de Noda.


É certo que ainda há um elemento de ficção nas histórias apresentadas, mas essas histórias são desenvolvidas sob os cuidados de estudiosos e líderes no campo de estudo. Além disso, alguns dos mangás educacionais também têm seções de perguntas e respostas após cada capítulo, muito parecido com um livro didático tradicional, para ajudar os leitores a compreender o material.

Comments


bottom of page