google.com, pub-4979583935785984, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page
  • Vinicius Monteiro

Entre o Desejo e a Morte Crítica

Entre o Desejo e a Morte Crítica crítica série show série crítica crítica de série streaming Netflix

Esse texto pode conter possíveis SPOILERS

 

Sinopse: Baseada nos contos da MirrorFiction, a série de suspense mergulha de cabeça nos nossos desejos mais profundos e medos mais obscuros.

 

Crítica: 'Entre o Desejo e a Morte' é a contribuição de Taiwan para o crescente mercado de séries de antologias que misturam gêneros. É um bom formato que pode ser criado para acomodar todos os tipos, mas essa série sofre um pouco por ser tão comparada ao pioneiro 'Black Mirror'.

 

Em sete episódios de meia hora, 'Entre o Desejo e a Morte' brinca com conceitos desgastados, como intervalos de tempo, obsessão, vingança, relacionamentos e mídias sociais, cada um emoldurado como thrillers e muito suspense.

 

Como sempre em qualquer antologia, a qualidade oscila, mas felizmente permanece relativamente consistente aqui, mesmo que os sujeitos não deixem o mundo completamente iluminado. Praticamente todo mundo encontrará algo de que gosta aqui, mesmo que seja apenas um ou dois episódios.

 

A série lida com temas universais e se comunica em uma linguagem cinematográfica universal. Em questão de originalidade a série não impressiona muito, acho que se tivesse abraçado sua cultura 'Entre o Desejo e a Morte' poderia ter sido mais interessante.

 

É provável que o tom flutue, mas tende a pairar no final mais escuro e mais sério do espectro, garantindo que a série tenha peso emocional, mesmo que seu niilismo possa ficar um pouco desgastado.

 

De qualquer forma, a série é igualmente fascinante e intrigante. Para você que curtiu 'Black Mirror', 'Entre o Desejo e a Morte' é uma peça complementar para os fãs do estilo.

 

Nota: 5



Comentários


bottom of page