google.com, pub-4979583935785984, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page
  • Vinicius Monteiro

Entre Irmãs Crítica

Atualizado: 15 de jun.

Entre Irmãs Crítica

Esse texto pode conter possíveis SPOILERS.

 

Sinopse: Nos anos 30, duas irmãs separadas pelo destino enfrentam o preconceito e o machismo, uma por parte da alta sociedade na cidade grande, e a outra de um grupo de renegados no interior. Apesar da distância, elas sabem que uma só tem a outra no mundo e cada uma, à sua maneira, vai se afirmar de forma surpreendente.

 

Crítica: Depois de 'Gonzaga: De Pai Para Filho', o diretor Breno Silveira retorna ao sertão para contar a história de Lindalva e Emília em 'Entre Irmãs'. O longa se passa na década de 1930 e é uma adaptação do livro 'A Costureira e o Cangaceiro', de Frances de Pontes Peebles. 

 

O primeiro ato apresenta bem os personagens e foi aqui que o filme me prendeu. O bando de Carcará segue tomando vilas e pilhando cadáveres. Luzia os acompanha consentindo com as matanças e por vezes assumindo a liderança ao lado do cangaceiro. Já Emília mais parece uma hóspede no conforto da família patriarcal de Degas. O único elo entre as duas narrativas são os jornais noticiando a costureira ao lado do bando.

 

Deixar de lado a relação das irmãs depois do primeiro ato, não só desestabilizou a minha conexão pela história, mas abriu uma oportunidade para 'Entre Irmãs' se encher de arcos desnecessários e chatos. As subtramas sobre homossexualidade desse longa-metragem não se encaixam bem na trama, eles não são aprofundados para trazer à tona discussões interessantes.

 

Nanda Costa e Júlio Machado conseguem segurar a força interpretativa do longa e contam com as melhores cenas do filme. A trilha sonora invade as cenas com sons de percussão e violinos genéricos, que apenas repetem as emoções que vemos na tela.

 

'Entre Irmãs' não está disposto a abordar a dureza do sertão ou o laço entre as irmãs. O diretor Breno Silveira poderia ter deixado esse filme menos grandioso, o resultado seria bem mais positivo. Enquanto isso, eu e você vamos esperar pelo épico brasileiro, pois 'Entre Irmãs' não chega lá.

 

Nota: 5




Comentarios


bottom of page