google.com, pub-4979583935785984, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page
  • Vinicius Monteiro

Enola Holmes 2 Crítica

Enola Holmes 2 crítica filme cinema longa-metragem crítica de filme crítica de cinema netflix

Esse texto pode conter possíveis SPOILERS.

 

Sinopse: Destemida, independente e boa de briga, Enola Holmes (Millie Bobby Brown) agora é detetive particular e, em seu primeiro caso, investigará o desaparecimento de Sarah Chapman (Hannah Dodd), uma jovem funcionária de uma fábrica de fósforos que sofre com a epidemia de tifo. À medida que sua investigação continua, Enola descobre que há muito mais em jogo do que apenas um desaparecimento. As faíscas de uma perigosa conspiração acendem um mistério que requer a ajuda de amigos - incluindo a de seu irmão Sherlock (Henry Cavill) - para desvendar. Baseado na saga literária homônima de Nancy Springer.

 

Crítica: "Enola Holmes 2" apresenta mistérios simultâneos, feminismo, revolta da classe trabalhadora, uma história de amor e várias adições do cânone de Holmes. Com pouco mais de duas horas, todas essas tramas deixam o filme superlotado e o mistério chato, mas prepara bem o seu público para uma possível sequência, ou filmes derivados.

 

"Enola Holmes 2" é a sequência do filme "Enola Holmes" de 2020, ambos estrelados por Millie Bobby Brown como a personagem-título. O filme é dirigido por Harry Bradbeer a partir de um roteiro de Jack Thorne que adapta a série de livros "The Enola Holmes Mysteries" de Nancy Springer. Ao contrário do antecessor do filme, ele não adapta um dos romances de Springer, em vez disso, se inspira na vida real da greve das matchgirls de 1888. Além de Brown, Henry Cavill, Louis Partridge, Susie Wokoma, Adeel Akhtar e Helena Bonham Carter reprisam seus papéis coadjuvantes, enquanto David Thewlis e Sharon Duncan-Brewster se juntam ao elenco. O filme liderou as paradas de audiência da Netflix em 93 países.

 

Millie Bobby Brown mantém o carisma contagiante de Enola, frequentemente se dirigindo à câmera com comentários espirituosos sobre sua situação. Ela é especialmente divertida quando se junta à mãe, a sufragista Eudoria Holmes (Helena Bonham Carter), que merece muito mais tempo de tela do que ela finalmente recebe.

 

O personagem Sherlock, assume um papel mais central em "Enola Holmes 2", onde interpreta um irmão mais velho solidário. O Sherlock de Cavill é sem papas na língua e parecendo pensativo. Ele não rouba totalmente os holofotes de Brown, mas a preocupação do filme em reimaginar várias partes do cânone estabelecido de Holmes se mostra perturbadora.

 

O que deveria ser um filme de família alto astral, em vez disso, "Enola Holmes 2" parece superlotado, mais preocupado em preparar as bases para uma sequência hipotética do que em girar um mistério de qualidade. O resultado tem a aparência de uma história tradicional de Sherlock com um toque feminista, mas com pouca substância. 

 

O mistério aqui não requer um grande grau de intelecto. Os filmes de "Enola Holmes" estão muito preocupados com perseguições, romance e lisonjear seu público-alvo para sequer considerar desafiar as habilidades de resolução de quebra-cabeças de qualquer pessoa.

 

Com vários outros livros como material para se basear, e Brown conseguindo o crédito de outro produtor na sequência, parece que um terceiro filme acontecerá mais cedo ou mais tarde. "Enola Holmes 2" é divertido, mas não é um bom filme de mistério, romance, crítica social, feminista ou de ação.

 

Nota: 5


Compre o ebook no Kindle aqui.



Comments


bottom of page