google.com, pub-4979583935785984, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page
  • Vinicius Monteiro

Encantadora de Baleias Resenha

Atualizado: 19 de out. de 2023


Encantadora de Baleias Resenha

Esse texto pode conter possíveis SPOILERS.

Sinopse: Uma história contemporânea de amor, rejeição e triunfo na qual uma menina maori luta para cumprir um destino que seu avô não quer reconhecer. Luta para provar seu amor, sua liderança e seu destino. Revela o dom ancestral dos cavaleiros da baleia que é comunicar-se com as baleias. Ensina sobre fé, tradição e discriminação.

Resenha: 'Encantadora de Baleias' retrata e transmite com muita força os rituais culturais entre o povo Maori da Nova Zelândia, que não é apenas fascinante e divertido, mas acessível. Embora a obra apresente uma baleia tatuada e personagens que parecem possuir habilidades estranhas e incomuns, trata-se basicamente de uma família, é por esse motivo que a obra é tão arrebatadora.

Eu não fiquei impressionado com a escrita de Witi Ihimaera, também não virei um super fã dessa obra, mas o livro é bom e a leitura foi muito agradável. Eu me senti imerso na história durante toda a leitura, nos momentos reservados para mostrar a cultura do povo Maori que deixou 'Encantadora de Baleia' com um ar místico.

Eu gostei muito do quanto a língua Maori foi incluída na história. Witi Ihimaera também inclui um glossário no final, o que foi muito útil. Ter essa linguagem realmente ajudou com a sensação geral de imersão da história e ajuda qualquer leitor a ter contato com a cultura através de uma experiência convidativa.

Os personagens que compõem essa obra (com, estranhamente, a exceção do pai de Kahu) são pessoas interessantes e desenvolvidas. Rawiri e Nanny Flowers são especialmente vivas e coloridas. Rawiri é, claro, um neto dedicado e um tio amoroso, mas também é uma criança meio selvagem que anda com uma gangue de motociclistas e às vezes é confundido com um bandido. A babá também é amorosa, até mesmo com o marido teimoso. Mas ela não está acima das ameaças regulares de divórcio ou de bater na cabeça de seu neto errante, Rawiri.

'Encantadora de Baleias' tem a mitologia, linguagem e estilo de vida geral do povo Maori, uma escrita muito boa para o público infantil e tudo isso dentro de um enredo familiar muito gratificante de acompanhar. Essa relação familiar outrora saudável, anteriormente cunhado pela velha geração, é abalado e envelhece, mas deve ser restaurado para que a natureza continue servindo a ambos de maneira justa.

Este livro foi divertido, mas não é um dos meus favoritos. Gostei da história, especialmente da mitologia Maori incluída nela, mas eu achei o ritmo da história um pouco lento e o seu enredo um pouco irritante, como o livro é curto, não deu muito tempo para ficar entediado. A história ficaria mais interessante se fosse contada da perspectiva de Kahu, em vez da de seu tio.

Como a obra tem um foco mais para o público infantil, os leitores mais novos provavelmente acharam o livro chato em algum momento, o livro carece de ação também. 'Encantadora de Baleias' é um tipo de romance comovente, simples, puro e verdadeiro, que faz alguém acreditar que a impossibilidade é inexistente. Encantadora de Baleias Resenha

Nota: 7


Comprando com o meu link, você ajudará na permanência do meu trabalho.


bottom of page