google.com, pub-4979583935785984, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page
  • Vinicius Monteiro

Dois Papas Resenha

Atualizado: 7 de mai.

Dois Papas Resenha

Esse texto pode conter possíveis SPOILERS.

Sinopse: Em 'Dois Papas', o escritor e roteirista, Anthony McCarten faz um exame minucioso da Igreja Católica e de seus dois mais recentes líderes. O autor navega por todas as teorias a respeito da chocante renúncia do papa Bento XVI e como o papa Francisco lidou com sua inesperada chegada ao poder. 'Dois Papas' mergulha fundo na vida dessas duas figuras tão importantes para a história mundial.

Resenha: O livro toma como ponto de partida a decisão revolucionária de Bento XVI de se aposentar, o primeiro papa em 600 anos a fazê-lo. Não sou católico, mas fui arrebatado pela história desses dois papas. Este livro é mais político, ele não me levou pelos aspectos de fé ou doutrina, por isso eu acho que esse livro pode ser para qualquer um interessado por este recorte da história.

McCarten faz um trabalho maravilhoso contando as histórias desses dois papas, bem como a história da igreja. Se o leitor for um leigo no universo católico, há muita coisa apresentada aqui, que não te deixará boiando. Eu gostei da explicação sobre o conclave, McCarten soube me conduzir para perto da dinâmica política do Vaticano aguçando o meu interesse.

'Dois Papas' é um estudo comparativo entre os dois papas, Francisco e Bento, dois homens muito diferentes com experiências um tanto semelhantes. McCarten é imparcial ao contar a histórias desses dois personagens reais, mas é impossível não se simpatizar mais com Francisco, simplesmente Francisco é muito mais simpático.

O livro é bastante crítico com as atuações de ambos os papas em suas carreiras clerical. 'Dois Papas' apresenta um recorte histórico que inclui uma instituição religiosa flertando com ditaduras, regimes autoritários, fascismo e violência. McCarten não passa pano na hora de colocar luz nas obscuridades das instituições católicas, como nos caso de abuso infantil, que inundou as mídias em 2002.

'Dois Papas' não é um trabalho de investigação, mas sim um estudo introdutório e entrega esse estudo muito bem feito. O problema de 'Dois Papas' é a sua estrutura que é um tanto não linear. Ele começa contando sobre Bergoglio, depois pula para Ratzinger e depois volta para Bergoglio sem motivo aparente. Eu gostei do livro, eu gosto desse tipo de leitura imparcial sobre algum momento importante da história, para quem curti o livro está recomendado.


Nota: 8


Comentarios


bottom of page