google.com, pub-4979583935785984, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page
  • Vinicius Monteiro

It: Uma Obra-prima do Medo Crítica

Atualizado: 24 de ago. de 2023


It: Uma Obra-prima do Medo Crítica
Esse texto pode conter possíveis SPOILERS.
Sinopse: Derry, no Maine, é uma pacata cidade que foi aterrorizada 30 anos atrás por um ser conhecido como "A Coisa". Suas vítimas eram crianças, sendo que se apresentava na maioria das vezes como o palhaço Pennywise. Com esta forma ele reaparece, 30 anos depois. Quem sente sua presença é Michael Hanlon (Tim Reid), um bibliotecário e único de um grupo de sete amigos que continuou morando em Derry. Assim ele liga para Richard Tozier (Harry Anderson), Eddie Kaspbrak (Dennis Christopher), Stanley Uris (Richard Masur), Beverly Marsh Rogan (Annette O'Toole), Ben Hanscom (John Ritter) e William Denbrough (Richard Thomas), pois todos os sete quando jovens viram "A Coisa" e juraram combatê-la caso surgisse outra vez. Porém este juramento pode custar suas vidas.
Crítica: E finalmente conferir 'It: Uma Obra-prima do Medo', essa obra televisiva tão famosa. Li o livro e ele é um dos melhores livros que tenho na minha estante, e também já conferi os dois sucesso lançados posteriormente e já tem crítica desses filmes por aqui. Eu amei ter assistido essa minissérie, porém não é uma obra perfeita.
Em vez de contar a história em duas partes, primeiro como crianças, quando encontram Pennywise, e depois como adultos, quando se reúnem para lutar mais uma vez, 'It: Uma Obra-prima do Medo' corta para frente e para trás entre os dois períodos de tempo. Graças à edição astuta (predominantemente com flashbacks), nunca é confuso.
A ida para frente e para trás, impede que o público compreenda completamente o quão petrificante é o tormento e as desventuras compartilhadas ao identificar e frustrar o vilão. Além disso, os atores infantis e suas dificuldades são muito mais interessantes do que o enredo dos adultos.

Há muitos atores talentosos aqui, mas às vezes o diálogo parece piegas e parece exagerado e tudo isso se concentra dentro de um tom e ritmo inconsistentes. Os efeitos sonoros tendem a ser mais poderosos do que a trilha sonora. 'It: Uma Obra-prima do Medo' é muito divertido devido ao Tim Curry. Ele é muito bom no papel de Pennywise, maluco e perturbador.
A maquiagem, os figurinos e os efeitos práticos funcionaram para mim, mesmo assistindo nos dias atuais, 'It: Uma Obra-prima do Medo' tem suas emoções psicológicas e o terror gráfico moderados devido ao valor da produção limitado, mas mantém seu charme.
É tudo uma questão de medo. 'It: Uma Obra-prima do Medo' é uma história de luta contra nossos medos pessoais e o poder duradouro da amizade. É mais do que apenas uma história assustadora, é um portal para nossa psique e talvez, um pouco para nossos corações. It: Uma Obra-prima do Medo Crítica
Nota: 6
Comprando com o meu link, você ajudará na permanência do meu trabalho.

bottom of page