google.com, pub-4979583935785984, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page
  • Vinicius Monteiro

Como Treinar o Seu Dragão 2 Crítica

Como Treinar o Seu Dragão 2 Crítica

Esse texto pode conter possíveis SPOILERS.

 

Sinopse: Cinco anos após convencer os habitantes de seu vilarejo que os dragões não devem ser combatidos, Soluço convive com seu dragão Fúria da Noite, e estes animais integraram pacificamente a rotina dos moradores da ilha de Berk. Entre viagens pelos céus e corridas de dragões, Soluço descobre uma caverna secreta, onde centenas de novos dragões vivem. O local é protegido por Valka, mãe de Soluço, que foi afastada do filho quando ele ainda era um bebê. Juntos, eles precisarão proteger o mundo que conhecem do perigoso Drago Bludvist, que deseja controlar todos os dragões existentes.

 

Crítica: Esta sequência do filme original, que faturou quase meio bilhão de dólares em 2010, contou com a mais avançada tecnologia de animação, um roteiro elaborado que expande ainda mais seu mundo de fantasia, grande quantidade de ação, cenários e um elenco de milhares de dragões.

 

Um dos pontos fortes de 'Como Treinar o Seu Dragão 2' foi a maneira como ele infundia personalidade nos dragões, não apenas através dos desenhos coloridos e intrincados dos personagens, mas também por torná-los relacionáveis ​​aos animais domésticos. Assista a Banguela, por exemplo, especialmente enquanto ele brinca ao fundo, e você alternadamente verá a brincadeira e a graça sinuosa de um gato, a lealdade dos animais de carga de um cachorro e o poder e a dignidade de um cavalo.

 

Claramente esses filmes são obra de pessoas que amam animais. Mais importante, porém, indo além da mensagem ecologicamente correta que todo filme infantil precisa ter, 'Como Treinar o Seu Dragão 2' aborda a complexidade do vínculo emocional entre uma pessoa e um animal. Isso é trazido para casa com nuances excepcionais na cena mais poderosa do filme, quando Banguela acidentalmente mata alguém e Soluço luta com sentimentos de raiva e com o reconhecimento de que Banguela, pobre dragão mau, não pode ajudar sua natureza.

 

Não há como negar a conquista técnica do filme. A atenção minuciosa aos detalhes se estende do design das criaturas e das pessoas, trazendo mais realismo se comparado com o primeiro filme.

 

'Como Treinar o Seu Dragão 2' tem seu mundo expandido, com uma boa comédia e um bom roteiro, o filme cresce em sua qualidade e proporciona um elevado produto de entretenimento. Eu sou fã de 'Como Treinar o Seu Dragão 2'.

 

Nota: 8




Comments


bottom of page