google.com, pub-4979583935785984, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page
  • Vinicius Monteiro

A Felicidade Não Se Compra Crítica

Atualizado: 20 de mai.

A Felicidade Não Se Compra Crítica

Esse texto pode conter possíveis SPOILERS.

 

Sinopse: Em Bedford Falls, no Natal, George Bailey (James Stewart), que sempre ajudou a todos, pensa em se suicidar saltando de uma ponte, em razão das maquinações de Henry Potter (Lionel Barrymore), o homem mais rico da região. Mas tantas pessoas oram por ele que Clarence (Henry Travers), um anjo que espera há 220 anos para ganhar asas é mandado à Terra para tentar fazer George mudar de ideia, demonstrando sua importância através de flashbacks.

 

Crítica: Mesmo décadas após seu lançamento, 'A Felicidade Não Se Compra' tem sólida posição como um filme americano clássico e uma tradição de fim de ano para muitos. O filme funciona como uma forte fábula fundamental, uma espécie de 'Um Conto de Natal' ao contrário: em vez de um velho malvado sendo mostrado em cenas de felicidade, temos um herói que mergulha em desespero.

 

O status de 'A Felicidade Não Se Compra' como um clássico americano se deve em grande parte, há má negociação. Depois que a National Telefilm Associates, que possuía o filme após uma longa e complicada cadeia de vendas corporativas, não conseguiu renovar seus direitos autorais em 1974, o filme caiu em domínio público. As emissoras de TV locais achavam que era uma boa maneira de fazer papel durante as longas tardes de inverno de dezembro, seus telespectadores descobriram o quão bom é, e se tornou o clássico que é hoje.

 

O filme se destaca por muitas razões, entre as quais o fato de ter sido feito por dois homens que estavam voltando para casa da guerra. Tanto Frank Capra quanto o astro Jimmy Stewart estiveram na Europa, colocaram suas carreiras em espera para ajudar no esforço de guerra. (Stewart voou em missões de combate; Capra fez documentários.) Embora nenhum dos dois estivesse liderando ativamente o impulso em direção a Berlim, ambos estiveram presentes em algumas das horas mais sombrias da guerra.

 

A trilha sonora para acompanhar esta história foi escrita e dirigida por Dmitri Tiomkin e seu valor para a narrativa é frequentemente fora deste mundo. Você vai procurar muito para encontrar uma trilha sonora mais fina para um filme dramático.

 

A fotografia de Joseph Walker, o crédito por sua conclusão compartilhado pelo cinegrafista operacional Joseph Biroc, é superior em todos os aspectos. Assim como a atmosfera de cidade pequena capturada pela direção de arte e outras ajudas técnicas. Este é realmente um excelente começo para a empresa que se chama Liberty Films e é liderada por Capra, George Stevens, William Wyler e Samuel J. Briskin.

 

James Stewart é distintamente Jimmy Stewart como George Bailey, seu papel inicial em Hollywood após cinco anos nas forças armadas. Ele dá a Capra tudo o que é pedido, e ele faz isso com a verdadeira autoridade do eufemismo. Donna Reed empresta personalidade adorável à namorada de infância com quem se casa, sempre uma típica esposa e mãe americana.


Frank Capra enche suas cenas de atores, e todos têm algo para fazer. Toda história do filme também está sendo contada em segundo plano. Temos atores conduzindo em primeiro plano, mas os que estão em segundo plano também interagem e de uma certa forma ajuda a contar a história.

 

'A Felicidade Não Se Compra' é um filme mais sombrio do que sua boa reputação pode sugerir. Trata-se, afinal, de um filme sobre um homem que coloca seus sonhos em espera, uma e outra vez, para a melhoria de sua comunidade. Quando você vê o filme pelo prisma de suas origens, essa leitura se torna mais pungente.

 

O diretor Franco Capra nunca quis que 'A Felicidade Não Se Compra' fosse considerado um filme natalino. Este foi o primeiro filme que ele fez depois de retornar do serviço na Segunda Guerra Mundial, e ele queria que fosse especial, uma celebração à vida e aos sonhos dos cidadãos comuns da América.

 

Capra e Stewart, de volta para casa depois que o mundo quase se jogou de um penhasco, sabiam como é fácil destruir nossas melhores qualidades. Eles sabiam que a humanidade é tão boa quanto gentil, e fizeram um filme sobre isso. O filme termina em um momento de catarse agridoce, mas também é sábio o suficiente para saber que a vida é longa, e a vida é muitas vezes decepcionante.

 

Ao assistir 'A Felicidade Não Se Compra' pela primeira vez para fazer esta crítica, primeiro fiquei um pouco surpreso por achar este filme bom, mas não uma obra prima como muito é considerando. Toda a magia do natal colocado no filme é um pouco injusta. 'A Felicidade Não Se Compra' representa fortemente a cultura americana, o filme é sobre um momento específico da vida dos EUA, ele é muito mais patriota do que natalino. Há uma mensagem valiosa que vale a pena conferir.


Nota: 7



Comments


bottom of page