google.com, pub-4979583935785984, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page
  • Vinicius Monteiro

A Família Claus 2 Crítica

Atualizado: 16 de mai.

A Família Claus 2 Crítica

Esse texto pode conter possíveis SPOILERS.

 

Sinopse: A missão do Papai Noel é entregar presentes. Mas ao herdar as rédeas do avô Noël, Jules recebe uma carta com um pedido muito especial.

 

Crítica: "A Família Claus 2" é uma sequência do filme holandês com temática natalina, que gira em torno de um adolescente Jules (Mo Bakker) e seu avô, também conhecido como Papai Noel. O filme acompanha a sucessão do jovem Papai Noel e sua tentativa de reviver relacionamentos rompidos.

 

O filme tem várias subtramas. A mãe de Jules está abrindo um negócio e é constantemente pressionada; Jules recebe uma carta de natal sobre divórcio e não sobre presentes, avô e neto se confrontam na famosa discussão do conservador e o moderno.

 

Todo o filme luta para co-relacionar os conceitos de suas subtramas e fazer Jules entender o verdadeiro significado do Papai Noel. O que acontece a seguir forma a estrutura básica de um filme de Natal repetitivo e mais do mesmo.

 

O filme não gera nenhuma intriga. Ele constantemente tenta ter a vantagem usando temas morais, mas acaba se tornando pregação demais para o seu próprio bem. Mesmo que o filme tenha cerca de noventa minutos de duração, ele parece esticado e desnecessariamente dividido.

 

O roteiro não se esforça muito para definir seu personagem ou seus arcos dramáticos, temáticas ou aberturas cômicas. Vai de um ponto a outro da trama, não despertando muito interesse.

 

O longa-metragem é filmado em tons quentes e dourados e tem a sensação atemporal dentro de um cenário, até certo ponto, realista. O filme não é interessante em sua essência, mas ele é fofo e bonito de assistir, talvez o visual de "A Família Claus 2" seja única coisa que fará despertar o seu interesse.

 

"A Família Claus 2" definitivamente fica para trás na lista de filmes com temas natalinos e se torna um show sem brilho que pode não ressoar com você. É presunçoso, submisso e repetitivo em sua essência. Para a época natalina, o filme pode ser uma ótima escolha para aqueles que querem algo natalino para assistir.

 

Nota: 4



Commentaires


bottom of page