google.com, pub-4979583935785984, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page
  • Vinicius Monteiro

A Escolha dos Três Resenha

Atualizado: 24 de out. de 2023


A Escolha dos Três Resenha

Esse texto pode conter possíveis SPOILERS.


Sinopse: Em 'A Escolha dos Três' Roland de Gileade, o último pistoleiro, encontra três portas que se abrem para a América dos anos 80. Aqui, ele une forças com Eddie Dean e Odetta Holmes. Ele também enfrenta o mortal serial killer Jack Mort.


Resenha: Stephen King aceita a grande promessa construída em 'O Pistoleiro' e fornece um segundo livro ainda melhor, aprimorando ainda mais os personagens e os lugares, ao mesmo tempo em que fornece uma visão ainda mais tentadora de suas vidas e do mundo em que habitam.


Não apenas os principais personagens (Roland, Eddie, Jake e Odetta) recebem histórias completas e fascinantes, como também aqueles que desempenham apenas um papel transitório (Henry Dean e Enrico Balazar). É por isso que sempre fui fã de Stephen King; suas ideias fornecem as explicações sobre por que os personagens pensam e se comportam da maneira que fazem. Com uma narrativa adequada, há sempre um ponto por trás de cada sub-história, uma razão para cada personagem.


Se no primeiro volume da série, eu me prendi a história, 'A Escolha dos Três' simplesmente não me fará largar dela tão cedo. Uma razão para isso é Roland, um personagem que, na minha opinião, se destaca com os panteões do gênero fantasia. Ele é um líder enigmático, estranhamente agradável, cuja história de vida é felizmente apenas um trecho rico do que a série tem a oferecer. Roland é acompanhado por dois personagens diversos; o viciado em heroína Eddie Dean e a esquizofrênica Odetta Holmes. É seguro dizer que estes não são o que você normalmente encontrará em um épico de fantasia e uma razão pela qual ele se destaca até agora em um mercado lotado.


Mas grandes personagens não são nada sem uma grande história, enquanto o arco principal da história é a jornada de Roland para a Torre Negra, o segundo livro é sobre descobrir quem vai se juntar - e ajudá-lo - em seu caminho. 'A Escolha dos Três' progride a história com momentos memoráveis.


Mas mesmo sem saber que esse ainda é o começo de uma história muito maior, 'A Escolha dos Três' foi um livro extremamente divertido de se ler. Para quem desistiu de 'O Pistoleiro', não se preocupe, o segundo volume vai fazer valer a pena, continue lendo. A Escolha dos Três Resenha


Nota: 9


Comprando com o meu link, você ajudará na permanência do meu trabalho.


bottom of page