google.com, pub-4979583935785984, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page
  • Vinicius Monteiro

A Cor que Caiu do Espaço Crítica

A Cor que Caiu do Espaço Crítica

Esse texto pode conter possíveis SPOILERS.

 

Sinopse: Os Gardners são uma família que se muda para uma fazenda remota na zona rural da Nova Inglaterra para escapar da agitação do século XXI. Eles estão ocupados se adaptando à sua nova vida quando um meteorito cai no seu quintal da frente. O misterioso aerólito parece fundir-se com a terra, infectando tanto a terra quanto as propriedades do espaço-tempo com uma estranha cor sobrenatural. Para seu horror, a família Gardner descobre que essa força alienígena está gradualmente transformando todas as formas de vida que ela toca… incluindo-as.

 

Crítica: O filme é uma adaptação de uma história de HP Lovecraft, feita pelo escritor e diretor cult Richard Stanley. Mesmo um filme de terror de ficção científica que leva seus personagens ao irracional deve ter pelo menos um dedo do pé na realidade, um princípio organizador ou uma base de lógica. E a falta disso é apenas um dos problemas de 'A Cor que Caiu do Espaço'.

 

O diretor Richard Stanley se sai melhor no início do longa, assim que a força alienígena começa a assumir o controle, o filme fica sobrecarregado e incoerente aos poucos, acumulando muitos fatores subdesenvolvidos. O último terço do filme leva a história em tantas direções diferentes que parece que não há nenhuma. Isso torna o filme inteiro um exercício de frustração.

 

'A Cor que Caiu do Espaço' é muito literal em alguns aspectos, enquanto permanece vago em outros, um bom exemplo do mal desenvolvimento são as tentativas irritantes de bruxaria da personagem Lavinia, um elemento sobrenatural não integra na história maior.

 

O longa não se solidifica como um todo, sua narrativa se dissolve em um quase caos alucinógeno em CGI, em vez de construir constantemente em direção a um clímax completo. O filme poderia ter sido melhor aplicando maior restrição ao uso de efeitos práticos e digitais.

 

O retrato de Cage do personagem desde o início é tão estranho e francamente assustador que é como se ele estivesse em um filme diferente, o ator está totalmente fora de sincronia com o que o resto do elenco está fazendo. Conforme o filme continua, a motivação para alguns de seus comportamentos, mesmo diante de uma influência alienígena, parece um pouco dispersa e aleatória. Mesmo em um filme de terror, o caos precisa de alguma lógica.

 

Há inconsistências e reviravoltas intrigantes na história e no tom do filme, que vai do naturalista ao melodramático. 'A Cor que Caiu do Espaço' é um terror de ficção científica divertido, bagunçado e deliberadamente exagerado, o resultado é frustrante.

 

Nota: 5




Comments


bottom of page