google.com, pub-4979583935785984, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page
  • Vinicius Monteiro

A Biblioteca da Meia Noite Resenha

Atualizado: 24 de abr.

A Biblioteca da Meia Noite Resenha

Esse texto pode conter possíveis SPOILERS.

Sinopse: Aos 35 anos, Nora Seed é uma mulher cheia de talentos e poucas conquistas. Arrependida das escolhas que fez no passado, ela vive se perguntando o que poderia ter acontecido caso tivesse vivido de maneira diferente. Após ser demitida e seu gato ser atropelado, Nora vê pouco sentido em sua existência e decide colocar um ponto final em tudo. Porém, quando se vê na Biblioteca da Meia-Noite, Nora ganha uma oportunidade única de viver todas as vidas que poderia ter vivido.

Resenha: O ruim de ler livros hypados, é que eu costumo lê-los com muita expectativa. Na maioria das vezes, eu tomo uma livrada de desapontamento no meio da testa, como foi o caso aqui.

'A Biblioteca da Meia Noite' começa bem, é muito fácil se relacionar com a personagem Nora, ela tem um sentimento legítimo e muito real. Afinal quem nunca quis mudar, ou ficou preso ao passado? A personagem tem uma angústia que qualquer leitor já sentiu. O livro só começa bem, depois ele simplesmente parou de funcionar para mim.

Após Nora ir parar em um certo lugar meio mágico, 'A Biblioteca da Meia Noite' se torna extremamente fraco e previsível. A história começa a fazer sentido nenhum. O leitor pode apertar o botão da descrença para as viagens a diversas "vidas" de Nora, mas a proposta do autor Matt Haig sobre os arrependimentos e sentimento de mudar o passado ficou bastante mal encaixado na história.

A obra segue um enredo sem reviravoltas. A Sra. Elm, a bibliotecária do lugar, apresenta tudo a Nora de forma muito clara e expõem o que está em jogo de forma muito direta. O tom do livro também é meio estranho. O livro deixa a discussão, que é muito interessante, e sua história para entregar algo bem auto-ajuda. A várias visitas as "vidas" de Nora, deixaram a leitura bem cansativa e chata, eu fiquei com bastante vontade de terminar a leitura rápido, pois não aguentava mais essa história.

Matt Haig tem uma escrita simples e fácil. O autor entrega uma história básica e mal encaixada, tudo aqui é estranho. A sensação que tive ao ler 'A Biblioteca da Meia Noite' é de que faltava alguma coisa, definitivamente esse livro não funcionou para mim.

A Biblioteca da Meia Noite oferece uma história muito interessante e tem um sentimento real. É fácil sentir o livro, mas visitá-lo é chato demais. O livro é uma boa ideia mal executada, o seu tom mal definido e sua história cansativa e chata, no final da leitura me perguntei ‘é só isso?’


Nota: 4


コメント


bottom of page