google.com, pub-4979583935785984, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page
  • Vinicius Monteiro

É Assim que Começa Resenha

Atualizado: 7 de mai.

É Assim que Começa Resenha

Esse texto pode conter possíveis SPOILERS.

Sinopse: Lily Bloom continua administrando uma floricultura. Seu ex-marido abusivo, Ryle Kincaid, ainda é um cirurgião. Mas agora os dois estão oficialmente divorciados e dividem a guarda da filha, Emerson. Apesar de divorciada, Lily não está exatamente livre de Ryle. Culpando Atlas pelo fim de seu casamento, Ryle não está nada disposto a aceitar o novo relacionamento de Lily, ainda mais com Atlas, o último homem que aceitaria ver perto de sua filha e da ex-esposa.

Resenha: Depois da pressão dos fãs, Colleen Hoover finalmente lançou uma sequência da história de Lily e Atlas. O primeiro livro acabou com um final aberto livre para interpretarmos a possível relação amorosa de Lily. Eu não tive problema nenhum com esse final, mas sinceramente ao ler 'É Assim que Começa' eu achei muito mais confortável viver essa história na imaginação do que através do segundo livro.

'É Assim que Começa' traz uma história simples e sem reviravoltas repentinas. Lily ama Atlas, mas está preocupada com seu relacionamento com Ryle. Ryle tem muitos problemas pessoais mal direcionados que ele canaliza para Lily porque ela é a única que ele pode intimidar. Atlas ama Lily e não há nada sobre o qual ele tenha mais certeza do que ela. O livro é isso.

Colleen Hoover não traz muita novidade para a história, os poucos enredos do livro só estão ali para prolongar o livro, um exemplo disso, é o enredo do irmão mais novo de Atlas, que não faz sentido algum e ainda é bem mal desenvolvido. A autora continua a tratar o seu romance gentilmente alguns dos traumas do primeiro romance e demonstrar aos leitores a possibilidade de felicidade em novos começos temerosos.

Visitar essa história novamente foi um pouco brochante. O personagem Atlas Corrigan é típico clichê de homem perfeito e sem falhas que muitos leitores gostariam que existisse, mas não existe. Esse personagem me incomodou um pouco no primeiro livro, mas aqui o seu desenvolvimento foi bem desinteressante. Os personagens secundários aqui também são bem chatinhos.

'É Assim que Começa' definitivamente é um daqueles livros sequências que não deveriam existir. A história do livro ficou muito esticada pelos enredos mal desenvolvidos e desinteressantes. Tudo o que tinha ficado na minha imaginação com o término de 'É Assim que Acaba', é melhor do que essa sequência poderia oferecer.


Nota: 4


Комментарии


bottom of page